Relato da reunião

Manhã linda de sol, temperatura bem agradável, saímos às 8h em grupo de 13 pessoas, para a observação de aves pelo Jardim Botânico. Foram registradas 19 espécies.

Às 9h iniciamos a reunião, com 22 presentes. Após breve relato sobre as aves avistadas, Jean Carlo Pinheiro dos Santos e Juliano Della Casa, biólogos, apresentaram resultados de seus registros das aves na zona sul de Porto Alegre desde 2009, chamando nossa atenção para o avanço imobiliário na região, em Belém Novo, que afeta diretamente o ambiente das aves. Há na região uma RPPN que ficou como sugestão de visita do COA!

Na sequência, foi feito um relato por Maria do Carmo Both (com as fotos sempre lindas do Fábio Duarte e do Osmar Sehn) de uma  das saídas "independentes" à Barra do Ribeiro, onde foram registradas, numa manhã de um sábado de abril, (Fábio, Duca, Osmar e Diógenes), 83 espécies ao longo da Estrada do Cortado e da estrada de acesso à fazenda Barba Negra. Um local próximo, acesso fácil, vale visitar!

Aurélea Mader em seguida relatou-nos o resultados das fotos dos Maçaricos-de-papo-vermelho (Calidris canutus) com bandeirolas, feitas na saída do COA na Páscoa. Foram 11 registros, os dados foram enviados ao bandedbirds.org, e tivemos que 4 aves foram anilhadas na Argentina, 3 nos EUA, 3 no Canadá e 1 no Chile, e TODAS elas tiveram o primeiro registro no Brasil feito pelo COA! A preocupação com o status da espécie é crescente, pois nota-se decréscimo das populações ao longo dos últimos anos e desde 1997 existe um esforço internacional para o estudo das mesmas, do qual o Brasil faria parte.
Aurélea, junto a outros pesquisadores e entidades, está empenhada na elaboração de um projeto para a marcação das aves aqui no nosso estado. Aqui mesmo no site do COA há mais informações sobre a espécie e sobre as marcações no tópico "notícias".

Após um intervalo, Walter Hasenack fez um "passeio pelo nosso site" e comentou um pouco sobre a história do COA, lembrando que Flávio Silva, um dos fundadores do COA em 1974, estará na nossa reunião de agosto.

Seguindo, José Antônio Fazio Sanabria apresentou-nos a palestra sobre as aves costeiras no nosso estado, que conta com 630km de costa! Mostrou-nos as espécies mais comuns e frisou que o RS é importante sítio de invernada de aves limícolas e que há um declínio generalizado das populações dessas aves migratórias, que dependem da preservação de sítios de interesse e vários países, portanto exigindo esforços internacionais para isso. Destacou que o maçarico-de-papo-vermelho tem aqui no nosso estado um ponto-chave na sua rota migratória de retorno ao hemisfério norte, pois é a partir daqui que vai efetuar a parte mais longa da viagem!