Reunião e Assembleia Geral - 22/03/2014

Local: Jardim Botânico - Porto Alegre

Às 8 horas da manhã, dez pessoas estavam prontas para inciar as atividades de observação no Jardim Botânico em Porto Alegre, quando uma chuva repentina frustrou as pretensões do grupo. Ficamos então na escolinha, instalando os equipamentos para a reunião e batendo um papo descontraído, enquanto mais pessoas iam chegando para a reunião, que iniciou às 9 horas.

As boas vindas foram dadas aos que estavam pela primeira vez comparecendo a uma reunião do COA-POA. Eles se apresentaram, assim como aqueles que, apesar de já terem participado de alguma atividade do grupo, ainda são associados recentes e pouco conhecidos da maioria, agilizando a integração de todos.

Vinte e quatro pessoas estavam presentes, quando Kleber Pinto de Oliveira e Jorge Correa Neto iniciaram o relato da viagem que ambos fizeram ao extremo oeste do RS, visitando a cidade de Uruguaiana e seus arredores, bem como o Parque Estadual do Espinilho, em Barra do Quaraí. Kleber iniciou relatando e mostrando fotografias das características físicas, de flora e da mastofauna do Parque do Espinilho, bem como os locais próprios para observação. A seguir Jorge mostrou as excelentes fotografias que fizeram nesta saída, tanto na área do Parque do Espinilho, assim como em outras áreas visitadas, com destaque para o cardeal-amarelo, coperete, suiriri-cinzento, guaracava-modesta, arapaçu-platino, corredor-crestudo, tio-tio-pequeno, bico-reto-azul, caboclinho-de-sobre-ferrugem, caboclinho-de-papo-escuro, maçarico-solitário e capacetinho (este três últimos fora do Parque do Espinilho).

A seguir foi instalada a assembleia geral, presidida por Walter Hassenack e secretariada por Beatriz S. Hasenack. Foi lido o edital da assembleia que então foi declarada aberta. Seguiram-se os relatos das atividades de 2013 e os agradecimentos àqueles que contribuíram com o COA-POA no ano passado. Os presentes passaram a fazer a avaliação final da propsota de estatuto que foi já havia sido enviado a todos os associados do COA-POA no início do ano de 2014 e que recebeu inúmeras melhorias sugeridas pelos mesmos. Walter destacou os pontos fundamentais deste estatuto que foi redigido com base na lei 9.790/99 e aprovado na íntegra, sem modificações por todos os presentes, que pode ser lido em www.coapoa.org/sobre-o-coa/estatuto.

Feito isto, passou-se a nominar os membros integrantes da chapa da diretoria para o exercício 2014, que também foram aprovados por todos e cuja nominata encontra-se em www.coapoa.org/sobre-o-coa/diretoria.

A ata da assembleia foi projetada e todos puderam apreciar os seus dados pessoais constantes neste documento e as últimas correções foram realizados, para que no intervalo que se seguiu, o documento fosse impresso em duas vias.

Após o rápido intervalo, enquanto os presentes firmavam a Ata da Assembleias Geral de Constituição do Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre (COA-POA), Jair Kray e Glayson Bencke relataram e ilustraram com imagens uma recente viagem ornitológica que fizeram à região da Missões, cobrindo um roteiro entre São Francisco de Assis e Garruchos, no noroeste do RS. Jair relatou as características botânicas e de relevo da região visitada, fazendo referências a espécies como pau-ferro, cabreúva e canafístula entre outras. Falou também do risco de alagamento que parte da região visitada sofre, em função dos projetos de hidrelétricas projetadas para esta área do Estado. Glayson passou a mostrar belas fotografias de aves feitas por Jair durante a viagem. Na região de S. Francisco de Assis viram entre outras a marreca-cabocla, o frango-d'água-azul e o bacurau pequeno. Em Itacurubi e arredores avistaram a tesoura-do-brejo, o caboclinho, a maria-cavaleira e o maçarico-do-campo, migrante da América do Norte. Mas o melhor estava por vir. Um registro inédito para o Estado foi feito em São Nicolau e relatado pelo Glayson como um presente de aniversário para ele, pois exatamente no dia 12 de fevereiro avistaram, fotografaram e fizeram um vídeo de um grupo de aproximadamente 100 indivíduos de sauveiro-do-norte, espécie de gavião do mesmo gênero do sovi e batante parecido com ele. Ainda em São Nicolau avistaram e fotografaram o caracoleiro, uma ave rapinante com poucos registros no RS. Já em Garruchos, área onde no passado William Belton e Flávio Silva estiveram muitas vezes, fotografaram o bico-virado-carijó e o chocão-carijó.

Durante esta apresentação 20 pessoas assinaram a ata da assembleia e ao final ainda foi realizada uma fotografia para registrar este importante momento na trajetória do COA-POA. 

 

 Foto: Fabio Duarte

 

 Foto: Fabio Duarte

 

 

 

Foto: Fabio Duarte