Iniciamos a manhã às 8h com a costumeira caminhada para observação de aves no Jardim Botânico. Foram observadas 24 espécies. As condições para observação estavam muito boas, tendo sido registrados com mais destaque um casal de jaçanãs com filhotes, beija-flores dourados, uma saracura do mato que simplesmente posou para fotos, e o barulhento mas pouco visto joão-teneném.

Retornando à sala de reuniões, o Presidente Gilberto Müller abriu a sessão dando boas-vindas a todos. Alguns sócios novos se apresentaram aos demais colegas do Clube.

Eduardo Chiarani, Diretor Técnico-Científico do COA-POA, relatou as espécies observadas durante a caminhada pela manhã.

A seguir, Antônio Brum, Vice-Presidente , apresentou o relatório da saída realizada em 17 de janeiro na Estação Experimental Agronômica da UFRGS, onde o grupo de 16 associados registrou 79 espécies, um recorde em relação às visitas anteriores. Enfatizamos a presença e registro de um grupo de 20 indivíduos da espécie veste-amarela (Xanthopsar flavus).

Seguiu-se a apresentação da recente saída à Floresta Nacional de São Francisco de Paula, de 6 a 9 de fevereiro, feita pelo colega Roberto Dall’Agnol, Diretor Administrativo-Financeiro. Nessa saída, foram observadas 132 espécies, sendo uma, o beija-flor estrelinha (Calliphlox amethystina), adicionada pela primeira vez à lista de aves observadas na FLONA.

Após um breve intervalo, a Diretoria anterior apresentou sua prestação de contas e de atividades relevantes realizadas no seu período de gestão. Osmar Sehn apresentou o balanço simplificado das despesas e receitas que, até o final do ano de 2015, geraram um caixa extremamente positivo para o Clube. Glayson Bencke relatou sobre as atividades técnicas extremamente exitosas em 2015, com o maior número de espécies observadas em um ano e com a realização de todas as saídas previstas (11), segundo ele nos quatro cantos do Rio Grande.

Depois nosso ex-presidente Walter Hasenack relatou as principais realizações e atividades desenvolvidas pelo Clube, entre elas as comemorações do Dia das Aves, as Oficinas e Cursos de Fotografia, entre tantas outras. Grande destaque para o apoio técnico e material (miniguia, folhetos, cartazes) que foi dado pelo COA-POA para implantar o primeiro observatório de aves no RS, no Parque Tupancy, na cidade de Arroio do Sal.

Depois do sorteio de alguns brindes aos associados presentes, Gilberto Müller iniciou apresentação do Plano de Ações desenvolvido pela atual Diretoria. As sugestões podem ser vistas no nosso fórum http://coapoa.forumtupi.com/f12-sugestoes. Para colaborar, basta manifestar seu interesse em algum dos projetos relacionados no site do fórum em http://coapoa.forumtupi.com/f12-sugestoes.

Foi comentada uma possível saída para observação de aves pelágicas em Rio Grande em junho/julho, em conjunto com outros grupos de observadores de aves e a FURG. Antônio Brum fará um primeiro contato com pessoas que ele conhece na FURG.

A reunião foi pelo Presidente às 11h45min.

Documentos e relatórios