Nos dias 22 e 23 de outubro de 2016, o Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre realizou sua primeira visita ao Parque Estadual do Tainhas (PET), localizado na região dos Campos de Cima da Serra, no nordeste do Rio Grande do Sul. Um dos grandes objetivos da saída era observar a águia-cinzenta (Urubitinga coronata), visto que a espécie é encontrada com frequência no parque (Eduardo Chiarani obs. pess.).

O PET corresponde a uma unidade de conservação (UC) de proteção integral, criada em 1975, que possui uma área de 6.654 ha, abrangendo porções dos municípios de Jaquirana, São Francisco de Paula e Cambará do Sul. É uma das poucas UCs de proteção integral do Rio Grande do Sul que incluem extensões significativas de campos naturais (Duarte et al. 2008) . O parque ainda é reconhecido como Área Importante para a Conservação das Aves (IBA), dada sua importância para a conservação de aves ameaçadas de extinção (Bencke et al. 2006)2. Os tipos de vegetação e ambientes encontrados no PE Tainhas são a floresta ombrófila mista (mata com araucária), os campos (estepe gramíneo-lenhosa e estepe parque), os banhados, as turfeiras e os afloramentos rochosos1. Estas fitofisionomias fazem parte do bioma Mata Atlântica e correspondem aos chamados Campos de Cima da Serra. O PET conta com uma riqueza de aproximadamente 200 espécies de aves, das quais cerca de 150 espécies podem ser regularmente encontradas no parque (Eduardo Chiarani, dados não publ.).

Relatório

Para baixar o relatório completo, clique aqui.

Fotos

Lista de saídas