Resumo

O Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre – COA-POA – realizou visita à Estação Ecológica (ESEC) do Taim em novembro de 2013. A Estação Ecológica foi criada pelo Decreto n° 92.963, de 21 de Julho de 1986, com 10.764,63 ha, nos municípios de Santa Vitória do Palmar e Rio Grande, RS. A unidade de conservação está localizada no litoral sul do Rio Grande do Sul, entre a Lagoa Mirim e o Oceano Atlântico, na planície costeira gaúcha, compreendendo praias oceânicas, dunas, campos, matas, lagoas e, principalmente, banhados, além da Ilha do Taquari, situada na Lagoa Mirim, próxima à divisa entre o Brasil e o Uruguai, com área de 155 ha.

 

Relatório

Para baixar o relatório da saída clique >>aqui<<

 

Fotos

 

Resumo

O COA-POA visitou, pela primeira vez, estradas rurais dos municípios de Morro Reuter e Santa Maria do Herval, para observação de aves. O destino foi indicação do fotógrafo de aves Paulo Fenalti, a quem agradecemos. O ponto de partida da excursão foi a ponte sobre o rio Loch, situada exatamente na divisa entre os municípios citados, um pouco além da localidade de Walachai. Dali, o grupo percorreu, a pé, cerca de 3 km de estrada de chão em meio a matas secundárias de vales, no município de Santa Maria do Herval, iniciando a caminhada por volta das 7h.

Relatório

Para baixar o relatório da saída clique >>aqui<<

Fotos

 

Saída para Parque Estadual do Turvo

 

 

(programação cancelada por condições meteorológicas adversas)

 

 

Resumo

O Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre – COA-POA – realizou a sua segunda visita a uma propriedade localizada no Morro São Pedro. Situado na zona sul de Porto Alegre, o Morro São Pedro possui mais de mil hectares de florestas e aproximadamente 500 ha de campos, representando, assim, os maiores relictos de vegetação nativa de Porto Alegre e retratando a paisagem natural de outrora. É o segundo ponto mais alto da capital, com 289 m de altitude, ficando atrás apenas do Morro Santana.

Relatório

Para baixar o relatório da saída clique >>aqui<<

Fotos

 

 

Resumo

O Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre – COA-POA – realizou sua quinta visita ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe (PNLP) desde a sua reativação, em maio de 2009. Com aproximadamente 32.000 ha, o parque é considerado um "santuário das aves migratórias", compreendendo diversos ecossistemas importantes para espécies residentes e migratórias.

Relatório

Para baixar o relatório da saída clique >>aqui<<

Fotos

 

 

 
Foto: Walter Hasenack

Saída ao Banhado dos Pachecos - Viamão RS

Data: 20 de julho de 2013 (sábado)

 

 

Clique no botão abaixo para fazer o download da lista de espécies avistadas.

Baixar lista de espécies

 

 

 

Contribuições dos sócios:
Gilberto Sander Müller
Osmar Sehn
Diógenes Machado
Walter Hasenack
Helena Backes
Marcelo Meller Alievi

 


Foto: Walter Hasenack

Saída ao Morro São Pedro - Porto Alegre

Saída cancelada devido ao mau tempo.

Data: 7 de julho de 2013 (domingo)

Horário: saída de Porto Alegre às 7:00 com previsão de chegada ao local às 7:45. Retorno após o almoço.

Número máximo de participantes: 25 pessoas

Atividades: observação de aves em propriedade privada no Morro São Pedro - zona sul de Porto Alegre- ambiente de mata em encosta de morro.

Deslocamento: em carros particulares - despesas serão rateadas entre os ocupantes dos veículos

Valores: inscrição gratuita.

Almoço: haverá um churrasco com pão e refrigerante após a conclusão das observações da manhã. Custo por pessoa - R$ 15,00

Inscrição:  através do fórum (neste link) - por favor indicar se deseja almoçar com o grupo ou não.

Saída Aberta no Parque Mascarenhas de Moraes

Data: 22 de junho de 2013

Horário: das 08:00 às 12:00 horas

Local: Parque Mascarenhas de Moraes - Bairro Humaitá - Porto Alegre - Rua Aloísio Filho, n.° 570

 

Clique no botão abaixo para fazer o download da lista de espécies avistadas durante a atividade de observação. 

Baixar lista de espécies

 

 

Contribuições dos sócios:
Fotos de Diógenes Machado

 

O Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre – COA-POA – realizou sua terceira visita ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe desde a sua reativação, em maio de 2009. Com aproximadamente 32.000 ha, o parque é considerado um "santuário das aves migratórias", compreendendo diversos ecossistemas importantes para espécies residentes e migratórias.

O número de espécies registradas na presente expedição resultou na segunda maior lista de aves registrada pelo clube em 2012, ficando atrás apenas da visita ao Parque Estadual do Turvo quando foram registradas 185 espécies. Destaca-se também que em comparação as outras visitas realizadas ao PARNA, esta resultou em uma listagem muito superior, sendo registradas 124 espécies na presente visita, contra 95 na realizada em 24-25/03/2012 e xx na de 18-19/06/2011.

 

Clique no botão abaixo para fazer o download do relatório completo em PDF. 

Baixar relatório completo

Objetivo: como parte do programa de comemoração da Semana do Meio Ambiente, a direção do Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, em Viamão, organizou uma atividade aberta de observação de aves. O COA-POA foi convidado a participar e apoiar essa atividade. É uma excelente alternativa para aqueles que não poderão ir a Torres na saída para observação de aves pelágicas, mas gostariam de desenvolver outra atividade nas proximidades da capital.

Data: 8 de junho de 2013

 

Clique no botão abaixo para fazer o download do relatório completo em PDF. 

Baixar relatório completo

 


Foto: Eduardo Chiarani

 


Foto: Eduardo Chiarani

 

 


Foto: Eduardo Chiarani

 

 


Foto: Eduardo Chiarani

Saída ao mar para observação de aves pelágicas - Torres

Atividades: O COA-POA foi novamente convidado a participar desta interessante saída, que é organizada por professores da UFRGS e que tem como objetivo a observação de mamíferos e aves marinhas. A sistemática adotada nos anos anteriores foi uma navegação inicial até a Ilha dos Lobos, onde é feita a observação de lobos e leões marinhos por aproximadamente 45 minutos. Depois a embarcação segue para um ponto que dista aproximadamente 5 milhas náuticas da costa, onde são lançadas iscas congeladas para atração de aves pelágicas. O tempo desta observação depende da abundância de aves atraídas. Em saídas anteriores teve a duração de aproximadamente uma hora. Em condições normais o retorno ao píer se dá por volta das 15 horas.

Data: 8 de junho de 2013 (sábado)

 

Clique no botão abaixo para fazer o download do relatório completo em PDF. 

Baixar relatório completo

 

Contribuições dos sócios:
Fotos de Walter Hasenack
Fotos de Diógenes Machado
Fotos de Roberto Artigalás
Fotos de Osmar Pedro Sehn

 


Foto: Walter Hasenack

 


Foto: Walter Hasenack

Lista de saídas