O Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre convida seus associados e amigos a participarem da saída de campo para observação de aves na Zona Sul de Porto Alegre, no Morro da Ponta Grossa, no dia 20 de Abril de 2019 (sábado).

Para referência somente: do centro histórico de Porto Alegre até a Ponta Grossa são aproximadamente 25km (35minutos).

O ponto de encontro será dia 20/04, às 7h, no cruzamento da Av.Guaíba com a Av.Osvaldo Gonçalves Cruz (Bairro Ipanema, na beira do Guaíba, GPS -30.139338, -51.228323).

ponta grossa

Vagas: livre pra sócios do COA-POA. Combinações de caronas podem ser feitas no fórum, neste link.

Transporte: carros particulares (rateio dos custos entre os ocupantes dos veículos).

Alimentação: Levar um lanche leve para trilha, se quiser, e água para seu consumo, de preferência em cantil ou similar.

Atividades:

1. 20/04 7:30hs Trilha ao longo do Morro da Ponta Grossa, incluindo mata e beira do Guaíba

12:00 Encerramento da atividade

2. As atividades poderão ser alteradas no local pela diretoria técnico-científica em função de aspectos técnicos ou climáticos.

Observações finais:

- Leia atentamente as normas de comportamento ético que devem ser seguidas por todos os observadores de aves. Elas poderão ser acessadas no site a seguir (http://www.wikiaves.com.br/wikiaves:codigo_de_etica);

- Leve seu guia de identificação, lista de campo e binóculo;

- Proteja-se contra os insetos e contra os raios solares.É sugerida a utilização de calçados fechados e adequados para longas caminhadas, em trilhas eventualmente enlameadas, e levem capa de chuva;

- Se você vai fotografar, não esqueça de levar uma ou mais baterias de reserva (carregadas), bem como cartões de memória suficientes para muitas fotos.

O dia estava ensolarado e, na caminhada para observação de aves, foram registradas 20 espécies. Glayson Bencke fez um breve relato das observações e comentou sobre a dificuldade de se avistar um grande número de espécies nessa época do ano.

A reunião na escolinha do Jardim Botânico de Porto Alegre iniciou às 9h, com as boas-vindas do Presidente Roberto Dall’Agnol, que descreveu as próximas atividades do clube, como a saída ao bairro Ponta Grossa, em Porto Alegre, e o Global Big Day, em 4 de Maio. Glayson Bencke informou que serão abertos tópicos para as inscrições no forum.

Em seguida, Jonas Kilpp iniciou a palestra “A águia-cinzenta e rapinantes dos campos de altitude”. Durante a palestra, foi-nos passado um panorama geral sobre o que se sabe acerca da espécie, bem como sobre as principais ameaçadas que a afetam e quais os principais desafios para sua conservação. O assunto rendeu uma proveitosa discussão sobre conflitos de conservação e políticas públicas para mitigá-los.

Logo depois, Fernanda Ribeiro apresentou a programação prévia da reunião alusiva ao dia mundial do meio ambiente, a ser realizada no dia 8 de junho, no Parque Natural do Morro do Osso. Mais informações serão divulgadas nos próximos dias, no site do COA-POA.

Roberto apresentou a saída ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe, realizada em 6 e 7 de abril. Na ocasião, foi feito o interessante registro do primeiro maçarico-de-papo-vermelho marcado com bandeirola brasileira (azul escuro H4T) observado pelo COA-POA: a ave foi anilhada no Maranhão. Algumas outras espécies observadas foram: freirinha, viuvinha-de-óculos, bate-bico, trinta-réis, batuíras, maçaricos, talha-mar, e um mandrião-pomarino, sendo este o primeiro registro a espécie pelo COA-POA no P. N. Da Lagoa do Peixe.

Glayson Bencke voltou a faltar sobre outros assuntos, como a coalização formada para fortalecer o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, que envolve outras instituições nacionais e internacionais importantes, e sugeriu a adesão do COA-POA.Finalizando a reunião, o associado Jorge Wolff sugeriu uma visita à Reserva Barba Negra, a ser definida para outubro de 2019.

A partir das 11h, foi iniciada, em segunda chamada, a Assembléia Geral Ordinária do COA-POA, que até às 12h15. A ata relatando os assuntos tratados na assembleia e as respectivas deliberações será publicada no site do clube.
Nessa reunião estiveram presentes 31 pessoas.

Lista de espécies observadas

Clique aqui para baixar a lista de espécies observadas durante a caminhada pré-reunião.

Fotos

1

 

2

 

3

 

 

No dia 27 de novembro de 2018 o Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre visitou a Reserva Biológica do Lami José Lutzemberger.

Conhecida como Reserva Biológica do Lami é uma Unidade de Conservação, com 174 hectares, criada em 1975, como forma de preservar um arbusto trepador lenhoso (Ephedra tweediana) nativo com ocorrência neste local.

Relatório

Clique aqui para baixar o relatório completo.